Seu IP: 54.156.85.167
Projetos - Votar
Promova este Projeto! Indique para seus amigos.
Participe! Deixe seu Comentário.
Descriminalização da Maconha
http://www.parlamentobrasil.com.br/240/projeto/Descriminalizacao-da-Maconha
Copie a URL ao lado e
compartilhe com seus amigos
TOTAL DE VOTOS
29
A FAVOR (48.2%)
14
CONTRA (51.7%)
15
Categoria:
Sociedade
Alcance:
Federal
Permite Votos Até:
30-04-2012
Seu Nome
Seu E-mail
 Eu voto    A FAVOR     CONTRA    este Projeto.
  Quero acompanhar o resultado desta votação
Descrição deste Projeto
Maconha mata! Matou o cigarro de vergonha tratando o câncer que ele trouxe e matou o álcool de tristeza mostrando que fumar e dirigir não machucam. Num país onde ter cultura é considerado completamente dispensável, plantar informação na cabeça das pessoas é uma tarefa quase impossível. Ignore a ignorância! 365 dias. 190 milhões de brasileiros. 85 mil morreram por bebida. 440 mil morreram por cigarro. A planta vestirá preto em luto por vocês.

Mais de 7 milhões consomem maconha ilegal, isso representa muito dinheiro sujo que vai para mão de traficantes, alem de possuir outros destinos que não sabemos.

Sabemos que esse dinheiro poderia ser arrecadado em impostos, resultando em maior qualidade de vida para sua família!

No Brasil, o usuário que é pego com pequena quantidade de droga não pode ser preso, mas mesmo assim terá sua ficha suja. Porém, a lei não define a quantidade de droga que diferencia usuário ou traficante, cabendo ou ao policial ou ao juiz a tipificação. “Isso gera um problema porque o policial pode extorquir. Ou, se quem for pego vier de uma comunidade pobre o tratamento será diferente”, argumenta Ilona Szabó, corroteirista de Quebrando o Tabu(documentário sobre a descriminalização). “Se descriminalizar, rompe a relação com a polícia”, complementa a roteirista, que defende a descriminalização da maconha e uma política eficaz de redução de danos como alternativas.

Seis países – Espanha, Itália, Portugal, Argentina, República Tcheca e México – não mais criminalizam a posse de drogas para consumo pessoal e construíram alternativas à prisão de usuários. Sobre a repressão à Marcha da Maconha, Fernando Henrique Cardoso diz não aprovar a violência policial. “Numa sociedade democrática, você não pode impedir as pessoas de se manifestarem. Quem não concorda com a descriminalização tem de fornecer argumentos e entrar no debate”.

No nosso país, está em discussão desde 2009 um projeto do deputado Paulo Ferreira (PT) que pretende reformar a Lei Antidrogas. Atualmente, existem cerca de dez coletivos estaduais com mínima força social que propõem a descriminalização da maconha e uma política efetiva de redução de danos aos viciados.
Veja o vídeo de defesa deste Projeto
Promova este Projeto. Indique-o para seus amigos.
Meu Nome:
Meu E-mail:
E-Mail do meu amigo:
Comentários:


Caracteres digitados: 
Caracteres restantes:
 
Show Layer
Comentar este Projeto. Participe do debate.
1 Comentários postados até agora.
Luã
Isso dos impostos é meio relativo, será mais imposto indo para o bolso dos políticos, lógico eh assim que funciona. Adorei quando falou:"Num país onde ter cultura é considerado completamente dispensável,"muito bom, o brasileiro é a "nação zumbi" não pensam FAZEM. Que pais é esse. como dizia Renato
12/01/2012 às 16:32
Envie seu comentário
Meu nome


Meu E-mail:


Comentário


Caracteres digitados: 
Caracteres restantes:

Pesquisa Rápida