Seu IP: 54.92.201.232
Projetos - Votar
Promova este Projeto! Indique para seus amigos.
Participe! Deixe seu Comentário.
Obrigará as empresas contratadas pelo governo sem licitação a aplicarem 1% do valor total do contrato em projetos sociais
http://www.parlamentobrasil.com.br/330/projeto/Obrigara-as-empresas-contratadas-pelo-governo-sem-licitacao-a-aplicarem-1-do-valor-total-do-contrato-em-projetos-sociais
Copie a URL ao lado e
compartilhe com seus amigos
TOTAL DE VOTOS
2
A FAVOR (100%)
2
CONTRA (0%)
0
Categoria:
--- Genérica -----------------------
Alcance:
Federal
Permite Votos Até:
06-03-2013
Seu Nome
Seu E-mail
 Eu voto    A FAVOR     CONTRA    este Projeto.
  Quero acompanhar o resultado desta votação
Descrição deste Projeto
Obrigará as empresas contratadas pelo governo sem licitação a aplicarem 1% do valor total do contrato em projetos sociais para a comunidade que estiver próxima da obra.

Este projeto de lei estabelece que a empresa contratada pelo Poder Público, através do Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC), deverá aplicar 1% do valor total do contrato em projetos sociais para crianças, adolescentes e jovens da comunidade que estiver próxima da obra. O contrato firmado entre o Poder Público e a empresa deverá fixar a forma e o prazo de aplicação do recurso aplicado em projetos sociais. A empresa deverá entregar a obra finalizada juntamente com o projeto social.

Segundo a deputada, este projeto tem a finalidade de dar novas oportunidades para o surgimento de novos talentos, ajudando a retirar muitas crianças e adolescentes das ruas, do descaso, da criminalidade, alem de promover a educação, proteger e prevenir problemas que não são tratados atualmente.
Veja o vídeo de defesa deste Projeto


Não consta nenhum vídeo para este Projeto!
Promova este Projeto. Indique-o para seus amigos.
Meu Nome:
Meu E-mail:
E-Mail do meu amigo:
Comentários:


Caracteres digitados: 
Caracteres restantes:
 
Show Layer
Comentar este Projeto. Participe do debate.
0 Comentários postados até agora.
este projeto ainda não foi comentado. Seja o primeiro.
Envie seu comentário
Meu nome


Meu E-mail:


Comentário


Caracteres digitados: 
Caracteres restantes:

Pesquisa Rápida